O “Don” do Montepio Geral…

o_don_do_montepio_geral_00

A ação solidária da Associação Mutualista Montepio Geral, é acrescida a este pela sua natureza mutualista e tem como principal fonte de captação de associados o facto de ser detentora da Caixa Económica que gere as suas funções mutualistas e que agora está transformado num Banco, o Montepio Geral.

Por razões demais conhecidas, sendo uma delas a falta de idoneidade apontada e/ou sob suspeição do Banco de Portugal, Tomás Correia – que irei a partir de agora designar por Don do Montepio Geral, porque é assim que se designam os chefes de atividades pouco éticas sejam estas nas àreas mercantis ou outras – foi afastado e/ou auto-afastou-se da administração do Montepio Geral.

Não obstante esse facto este continua a ser o Don do Montepio Geral, ocupando um lugar que lhe rende (dados de 2013, pois a partir daí quanto este aufere é segredo de estado balizado pelos Estatutos e tudo!!!) € 31.980,00/mês e se quisermos fazer as contas de forma anual, temos não só que multiplicar este valor por 14 vezes como acrescentar-lhe mais um subsidio anual (pago em Abril de cerca de 11% do rendimento total anual) assim e deste modo com dados de 2013 (os últimos conhecidos até ser imposta a lei de omertà que impôs segredo absoluto) de € 496.970,00. Ou seja este Don do Montepio Geral aufere à custa das quotas de todos os associados qualquer coisa como meio milhão de euros anuais, e poderíamos nos perguntar que este até faz um bom trabalho para justificar o que recebe?

Administração do Don Montepio Geral

Pois bem analisemos então o trabalho que este fez de uma maneira simples e em grandes números.

o_don_do_montepio_geral_01

A Associação Mutualista – Montepio Geral teve em 2015 prejuízos no montante de 393M (v. milhões) €. E estes prejuízos tiveram como causa imparidades – tecnicamente, imparidades significa perdas de valor das participações da Associação Mutualista no capital das empresas que se prevê, como fundamento, que não serão recuperadas e que não tinham sido registadas nas contas desta, perdas essas registadas nas empresas em que tem participação no seu capital.

As imparidades foram 350M€ na Caixa Económica, e 63,2M€ do Montepio Seguros – Lusitânia não vida – conforme consta da pág. 109 do relatório e contas que foi disponibilizado no site do Montepio.

Em 2013, 2014 e 2015 os prejuízos da Caixa Económica, resultantes da administração desastrosa do Don do Montepio Geral, somaram 728,9M€ como consta das contas divulgadas.

No Montepio Seguros – Lusitânia não vida – os prejuízos acumulados devem rondar já 100M€ – 54M€ no período 2012/2014 conforme consta das contas publicadas e o restante em 2015 – para que contribuiu a compra da Real Seguros – área de seguros do antigo BPN – assim e em relação a esta área e conforme consta do próprio relatório e contas da Associação Mutualista (pág. 109), devido aos elevados prejuízos esta teve que a recapitalizar, em 2014, com 18M€ e, em 2015, com mais 55M€ de prestações complementares e/ou suprimentos, por exigência do supervisor (a ASF). Foram também estas perdas enormes que obrigou a Associação Mutualista a registar nas suas contas mais 68,2M€ de imparidades.

Os prejuízos registados na Caixa Económica – 298,6M€ em 2013; 186,9M€ em 2014; e 243,4M€ em 2015 – obrigaram a Associação Mutualista, ou seja, todos nós que somos associados a recapitalizar a Caixa Económica 6 vezes com 1.400M€ – em poupanças/contribuições dos associados – desde 2010.

Primeiro para pagar a OPA sobre o FINIBANCO, que depois foi necessário recapitalizar devido aos prejuízos que reduziram os rácios de capital que seguidamente tiveram de ser reforçados por exigência do Banco de Portugal. Em 2010, os Capitais Próprios (ATIVO – PASSIVO) da Caixa Económica totalizavam 995M€, se somarmos os 1.400M€, dá 2.395M€. Mas no inicio de 2016 e após nova recapitalização de 300M€, os Capitais Próprios da Caixa Económica eram apenas 1.631M€, o que significa que foram delapidados pela anterior administração 764M€.

São estas perdas enormes que determinaram as imparidades de 350M€ que tiveram de ser registadas em 2015 nas contas da Associação Mutualista, o que isto significa é que a participação da Associação Mutualista na Caixa Económica vale agora menos 350M€.

Se analisarmos as coisas de forma ampla, o Don do Montepio Geral, administra o que é de todos nós de forma desastrosa com compras desastrosas – FINIBANCO e REAL Seguros – gestão que apenas dá prejuízo com imparidades – perdas totais – absurdas e recorre sempre ao fundo para que os associados contribuem todos os anos para cobrir os prejuízos desta gestão!!!

Em qualquer país do mundo isto tem um nome, incompetência e fraude, porque é que eu chamaria a isto outra coisa que não isso!!!

Mas há mais…

A Solidariedade da treta 

o_don_do_montepio_geral_02
A foto acima e o cartaz que lhe serve de fundo falam por si…aparentemente, porque a digressão e o show off que a acompanha, distribui apenas 8% do dinheiro coletado aos associados para este fim.

A Associação Mutualista – Montepio Geral tem uma particularidade que o individualiza face às outras empresas a: SOLIDARIEDADE. Que está instituída nos seus Estatutos e tem quota própria para o efeito, de € 2,00 por mês, ou seja, de € 24,00 por ano, num total que já ascende, a 15M€ anuais.

Num total de 632.931 associados que a Associação Mutualista – Montepio Geral tinha em 31.12.2015 esta verba atinge cerca de 15M€/ano em média e nos últimos oito anos a verba é de 10M€, ou seja, é muito o dinheiro entregue por todos nós para apenas um fim: SOLIDARIEDADE

Na análise ao ciclo de gestão iniciado com a presidência do Don do Montepio Geral, que começou em 2008, constata-se que, nestes 8 anos, o Fundo de Solidariedade teve de despesa 102M€, dos quais apenas 8M€ foram destinados à ação solidária, 25M€ a custos administrativos, e 69M€ a perdas e imparidades.

Vejamos o ridículo e a brutalidade dos números: 25M€ – em média 3M€/ano – para processar informaticamente uma quota fixa e 69M€ que se perderam em perdas e imparidades, fazendo uma conta simples: em cada € 10,00  coletados tendo como fim a solidariedade, neste últimos anos, € 2,50 foram para gastos administrativos e  € 6,90 foram perdidos!!! A solidariedade contou apenas com € 0,60 do total do contribuído pelos associados!!! Em termos globais isto não ultrapassa os 8%!!!

69M€ do que foi coletado aos Associados para a missão de apoiar quem mais necessita foram usados para cobrir os prejuízos que o Don do Montepio Geral provocou à Associação Mutualista e ao grupo que esta detém, comprometendo gravemente a segurança as poupanças dos Associados e desviando de forma flagrante os fundos que se destinavam apenas e só a um fim: SOLIDARIEDADE

Deste modo e nestes anos, 25M€ da missão de apoiar quem mais necessita foram para custear vencimentos escandalosos dos membros da Direção da Associação Mutualista – o presidente aufere o segundo salário mais elevado da banca, segundo a SIC, mais benefícios de reforma e pensões de viuvez de privilégio na sociedade portuguesa – e outros amigos do Don do Montepio Geral que são convidados para fazerem parte da área administrativa e de direção da Associação Mutualista, quase todos por norma reformados e convidados por administradores amigos e amigos doutros amigos, sem que o mérito meta prego ou estopa na seleção para os cargos que ocupam, funcionando tudo como um Caporegime opaco e sem nenhum controlo!!!

João Simeão, associado histórico da Associação Mutualista – Montepio Geral, numa análise muito justa que me enviou referiu-me que a gestão do Fundo de Solidariedade acorda no seu imaginário, a figura de Robin Wood mas ao contrário, ou seja tirando ao povo em favor dos ricos, igualmente à margem da Lei, porque na floresta do mutualismo não há Xerife que a faça cumprir – a tutela do Ministério da Segurança Social é cega, surda e muda – permitindo que o logro ande à solta assaltando os incautos e ele tem razão!!! Até agora a Segurança Social nunca verificou as contas do Fundo de Solidariedade como é de sua competência legal!!! 

Ao Estado cabe proteger os cidadãos e o associativismo da sua ameaça principal, o oportunismo, em particular nas grandes associações com impacto económico e financeiro relevante, legislando linhas vermelhas a respeitar na sua gestão, que é para isso que serve o Código das Mutualidades e a fiscalização o seu cumprimento através duma supervisão competente e atuante, o que não é, de todo, a situação que até agora se verificou!!!

Esperemos que mude!!!

Nota: Agradeço aos dados fornecidos por Eugénio Rosa e João Simeão que foram cruciais para efetuar este alerta/artigo/post.

Há lodo no cais…

lodo_no_cais02

Sim há lodo no cais e o PS nada faz!!!

O que temos hoje no jornalismo português é uma montanha de lodo, a mesma que me faz não acompanhar o que estes produzem seja televisivamente, seja em noticias escritas…

A rádio lá me vai safando, tornei-me assim um informado pela radiofonia…e é assim que me vou escapando à info-exclusão noticiosa absoluta…

Recentemente a Gerigonça publicou um artigo que desmontava mais uma mistificação jornalística, a mistificação seria que o  “Abandono de idosos não será criminalizado“, até ao ler-se as várias peças (sim com copy pastes do take da LUSA apareceram no JN, DN e etc… e tal) fica-se com a impressão que de facto não se explica tudo, no artigo da Geringonça esclarece-se que: “Como qualquer jurista minimamente competente confirmará, o abandono de idosos já é crime (consoante os casos, de maus tratos ou de violência doméstica). O que não se criminalizou – e bem – foi o abandono quando ele acontece em meio hospitalar. E compreende-se bem que assim seja por duas razões: a primeira é que, se o bem jurídico protegido é o da saúde ou bem estar do idoso, como sustentar a existência de um crime quando esse idoso é deixado precisamente no único local onde a sua saúde é garantida?” E acrescenta-se: “Em segundo lugar, essa criminalização, a ocorrer, poderia conduzir a um resultado perverso e muito pior: quem – independentemente do juízo moral que se possa fazer -, por carência e desespero, se visse forçado a deixar um familiar idoso, ao invés de o colocar num hospital, para evitar o crime, poderia ser tentado a abandoná-lo num outro local onde nenhuma assistência lhe fosse prestada.” Deste modo e conclui-se que: “Defender o contrário é pura demagogia e não salvaguarda os idosos; pelo contrário, expõe-os a riscos acrescidos. O título do jornal é sensacionalista e induz em erro. Mas é, como facilmente se constata, falso.

Assim e de uma penada deita-se por terra um mau titulo jornalístico efetuado para acicatar ódios contra este governo e o seu Ministro da Saúde bem como a maioria que o apoia. Não me consta que tenha havido algum desmentido e/ou retificação aos vários títulos e às várias noticias todas estas construidas com o alto patrocínio da LUSA!!! Pois todos os órgãos de comunicação social fizeram reproduções quase iguais com variantes de pormenor sendo o mais mentiroso e escabroso, o do Observador, que põe em sub-título este trecho: “A maioria de esquerda no Parlamento deve impedir que o abandono de idosos em lares e hospitais seja criminalizado. O projeto-lei foi apresentado pelo PSD/CDS-PP, ainda em 2015.” não explicando nada no corpo da noticia a clara intenção é a de provocar o ódio contra “a esquerda“, esses maus que são contra a criminalização de tais atitudes!!! Mas este jornal que não esconde que é de extrema-direita e que de isenção jornalística tem pouco…é apenas o usuário da informação errada transmitida pela LUSA!!!

Mas este é apenas um exemplo como muitos outros, pois se quiséssemos desmontar mesmo alguma coisa precisaríamos todos os dias de dez artigos como este!!!

Mas este artigo ajuda a perceber o lodo em que caiu a LUSA e/ou uma RTP…já o sabíamos…não ajuda é perceber porque é que o PS não decapita as direções administrativas e de redação desse dois órgãos de informação…sim e que o faça de forma política pois foram políticos quem para aí foi nomeado!!!

E ao fazê-lo não impõe, profissionais que sigam a ética e o Código Deontológico dos Jornalistas na direção destes órgãos que são públicos…e que deverão continuar a ser…e que estes novos nomeados tenham a obrigação de punir internamente e de forma exemplar quem não o cumpra, aplicando estes e em ultimo caso, ou seja que haja um recorrente caso de incumprimento, a pena ultima de despedimento com justa causa!!!

O Código Deontológico dos Jornalistas, que deveria ser aplicado pelo Sindicato dos Jornalistas é letra morta, a bandalheira instalou-se à muito tempo, como provam recentes decisões de mera advertência, sem consequências de maiores para quem prevarica, como por exemplo o retirar da carteira profissional, autonomia que este sindicato teria mas que não o faz pois é cúmplice com a bandalheira existente!!!

O PS quando esteve no governo sempre foi frouxo com estes comissários políticos, nomeados pelos anteriores governos de direita e extrema-direita, está na altura de deixar de ser parvo e de dragar e limpar todo este lodo que fede no cais!!!

SONY DSC
O lodo que impede cidadãos como eu de poderem beneficiar do que pagam e ter alguma possibilidade de ter o mínimo de isenção jornalística!!!

Não o fazer é ser cúmplice com estes e continuar a que o lodo que está no caís impeça o barco de chegar a bom porto e que mais importante desanuvie esse ar do cheiro a podre que exala da impressa portuguesa, nomeadamente da paga por todos nós!!!

Bom ano de 2016 & considerações várias

2015-onda-2016-praia

Antes demais e a todos um Bom ano de…

2016

Considerações várias…

O ano que passou foi mais um ano perdido para o nosso país, isto na sua grande parte, pois tivemos a governar Portugal um conjunto de irresponsáveis que embora ganhando mais mandatos na Assembleia da República felizmente foram afastados do Governo.🙂 Deixando assim um prenuncio para este ano que começa de um governo da maioria dos portugueses que governe tendo em conta todos e não apenas alguns que ou caíram nas falinhas mansas ou acreditam que é governando contra a maioria que está contra as políticas que os seus representantes preconizavam!!! Olho para assim para o ano que começa com mais optimismo, pois no país assiste-se ao retorno de uma politica pensada de e para as pessoas e não de e para os “mercados”!!! António Costa, novo primeiro-ministro apoiado maioritariamente na Assembleia da República, resumiu e bem, num artigo de opinião que publicou no Diário de Noticias (até nisto é diferente do anterior) intitulado “Ano novo, tempo novo“, o que pretende e ao que vem: “O ano de 2016 é por isso marcado por este tempo da urgência de relançar a economia portuguesa e de recuperar as fraturas sociais da austeridade, de combate à precariedade. Mas a este tempo de urgência junta-se uma visão estratégica de reforço da cidadania, modernização da economia e do Estado, de desenvolvimento do país que assentará nos pilares do conhecimento: a cultura, a ciência e a educação. São estes os fatores-chave em que teremos de investir para afirmar a sociedade do conhecimento, para retomar o caminho do progresso e da igualdade e para preparar o nosso país para os desafios do século XXI.

antonio_costa_artigo_opiniao_DN

Internacionalmente o Daesh (nome ofensivo árabe porque é conhecido, e bem, o ISIL/”Estado Islâmico”) está a ser derrotado militarmente e ao mesmo tempo está a formar-se uma nova identidade nacional. Este novo país que é baseado numa história, numa cultura e num território comum e que tem bases democráticas, igualitárias, laicas e ambientalmente sustentáveis (ao contrário da “Palestina” em que nada disto acontece apesar de ser chique se dizer que sim), é o Curdistão. Tanto no Iraque em que já são de facto um estado autónomo, como na Síria onde se aliaram a Árabes, Assírios e Arménios formando uma identidade multi-cultural e multi-religiosa, criando Rojava, como na Turquia onde a guerra civil que agora se iniciou, os Turcos, não conseguirão pôr fim nem sequer a vencer!!! Pois no Iraque e na Síria, os Curdos (Turcos, Iraquianos, Sírios e Iranianos) criaram as bases como combatentes duros em que defrontaram um inimigo bem maior do que um exercito turco, desorganizado e cheio de Curdos, que irão num futuro próximo e em massa abandonar uma instituição (militar), que já não é laica nem republicana (como foi) mas que serve apenas os interesses de um partido islamita que governa a Turquia de forma cada vez mais autocrática e que nada tem de moderado, pois foi com a ajuda da Turquia que se treinou, financiou (e financia) e passam os combatentes para o Daesh!!!

curdistao

A nível pessoal, novos projectos apareceram e é com renovada confiança que olho para este ano de 2016 que agora começa, e já agora cada vez mais adoro a minha namorada, mas gostava de vos dizer que continuarei a ser:

Um espírito independente, mas social-democrata verde (e militante) do PS!!!

Ambientalista militante, mas não extremista!!!

Racionalista crente, mas ferozmente laico!!!

Maçon e defensor dos valores da Liberdade, Igualdade e Fraternidade mas a desejar a todos um ano cheio de Força, Sabedoria e Beleza!!!

É que há coisas que independentemente do ano que nunca mudam…e essa meus amigos é aquilo que vos posso prometer…é que Jano (que é o que se celebra realmente nesta festividade) não é só mudanças e transições mas o passado e o futuro!!!

E é nesse passado que me baseio sempre para construir o meu futuro.

2015-onda-2016-praia

 

Hors des jours étrangers / Livre dos dias estrangeiros

livre_dos_dias_estrangeiros03

mon peuple

quand
hors des jours étrangers
germeras-tu une tête tienne sur tes épaules renouées
et ta parole

le congé dépêché aux traîtres
aux maîtres
le pain restitué la terre lavée
la terre donnée

quand
quand donc cesseras-tu d’être le jouet sombre
au carnaval des autres
ou dans les champs d’autrui
l’épouvantail désuet

demain
à quand demain mon peuple
la déroute mercenaire
finie la fête

mais la rougeur de l’est au coeur de balisier

peuple de mauvais sommeil rompu
peuple d’abîmes remontés
peuple de cauchemars domptés
peuple nocturne amant des fureurs du tonnerre
demain plus haut plus doux plus large

et la houle torrentielle des terres
à la charrue salubre de l’orage

livre_dos_dias_estrangeiros02

meu povo

quando
livre dos dias estrangeiros
germinarás uma cabeça bem tua sobre os teus ombros renovados
sobre a tua palavra

a ordem de despejo lançada aos traidores
aos senhores
o pão restituído a terra lavada
a terra dada

quando
quando deixarás de ser o brinquedo triste
no carnaval dos outros
o espantalho antigo
no meios dos campos de outrem

amanhã
para quando amanhã meu povo
a derrota mercenária
o fim de festa

mas o rancor existe no coração do bambu

povo de mau sono desfeito
povo de abismos vencidos
povo de pesadelos domados
povo noturno amante do furor da tempestade
amanhã mais alto mais doce mais vasto

e a vaga torrencial das terras
na charrua salubre da tormenta

livre_dos_dias_estrangeiros01

Aimé Césaire, “Afrique – Ferrements Hors des jours étrangers“, in “Présence africaine” (1959)

Reflexão

refelexao01

Neste dia cabe-nos fazê-la, muitos de nós já decidimos mas com certeza existem muitos indecisos e é a estes que me dirijo, falando de mim e dos meus e usando essa experiência pessoal para REFLETIR no que está em jogo dia 4 de outubro e qual a razão porque devemos ir votar.

refelexao02

O que nos assalta a muitos de nós é ver que o nosso futuro pode mais uma vez ser adiado por mais quatro anos, e repetir-se nos próximos quatro anos o que se verificou nos últimos quatro anos e meio, mas existem pessoas que não se resignam e que acreditam que pelo futuro temos que apostar na confiança!!!

Não acredito nem nunca acreditei em “amanhã´s que cantam num país de camponeses, operários e pescadores isolados de tudo como uma jangada de pedra” como o PCP/CDU,  nem muito menos, em “futuros risonhos de facilitismos rebeldes de nós contra a Europa e a Europa a se conformar connosco ou fazemos birra e…ficamos com outro resgate em cima” como aconteceu com a versão Syriza que o Bloco de Esquerda gostava.

Há na esquerda de facto apenas um voto que conta, aquele que define quem será o partido que governará nos próximos quatro anos em contraposição à coligação que nos desgovernou nestes últimos quatro anos e meio.

Olhar à nossa volta vermos o estado em que estamos e a que chegamos foi a parte mais difícil para mim e para os meus!!! Ver os meus pais e todos os meus familiares seniores e reformados a serem cortados nas suas pensões que consideravam estáveis e/ou através dos impostos a ser-lhes retirada uma parte importante do seu rendimento!!! Assistir a dezenas de amigos meus que emigraram, alguns para destinos tão distantes como a Austrália, China e Singapura, outros bem mais próximos mas distantes em pensamento e verificar que dos meus colegas de escola e de infância uma grande parte deles já não reside em Portugal e que eu mesmo assim sou um felizardo/privilegiado porque tenho uma rede familiar coesa e estável que me permitem a mim e ao meu irmão e família por aqui ainda aguentar, mas sentir que se isto não der uma volta, até nós teremos também que seguir o nosso caminho por esse mundo, isso é asfixiante, angustiante e deixa-me preocupado.

Quantas mais centenas de milhares de jovens e não jovens irão soçobrar e emigrar enquanto assistimos ao riso e escárnio do mentiroso patológico que nos desgovernou nos últimos quatro anos, chamado de Passos Coelho e ao histérico que o acompanha como líder do partido sombra da coligação, a dizerem que está tudo bem e que agora se pode voltar a viver por aqui!!!

um_paf_aos_portugueses04

Quais as perspetivas de esperança que nos dão? Serão essas a cópia do programa que editaram à quatro anos e que agora propõem no essencial? Mas que garantias nos dão agora se em quatro anos e meio nada o fizeram para o cumprir?

Quantas centenas de milhares de seniores irão ver mais uma vez ver as suas reformas cortadas em nome dos 600 milhões de Euros que este duo de mentirosos se comprometeram já a cortar no plano que apresentaram à União Europeia e quantos desses serão meus familiares, que sofrem com a situação, pois são eles que muitas vezes aguentam os seus e/ou amigos que infortunadamente se encontram em situações de dificuldade?

um_mentiroso_a_prometer_abrir_o_jogo01

Quantos milhares mais irei ver precisarem das novas “sopas do Sidónio” alimentadas pelas campanha de um Banco Alimentar Contra a Fome que é liderado pelo novo Movimento Nacional Feminino da política da caridadezeca que as tias (direi antes cre_ti(n)as) deste meu concelho de Cascais, acham fino apoiar!!! Dá-me vontade de esmurrar sem razão nenhuma os pobres dos escuteiros e outros voluntários que me estendem o saco pois olho para estes como os promotores da nova política humilhante de redistribuição de alimentos, dos que podem para os que não podem, deixando o estado que deveria de ser social, apenas estar a operar como um estado que depende da caridade de terceiros e demissionário de todas as suas funções sociais!!!

o_pais_das_crianças_jonet02

Recebo todos os dias pedidos de apoio da mais variada espécie, não consigo acorrer a todos, lamento não consigo e isso deixa-me embaraçado, angustiado e muito triste, acorro aos mais urgentes mas faço para mim a pergunta: quantos mais pobres escondidos e envergonhados iremos nós e quem nos rodeia apoiar de forma discreta? Porque sei que eles nada têm e só desejam manter o pouco de dignidade que lhes resta!!!

Não consigo confiar em sonsos que falam mansamente de um futuro improvável, em traidores que nos entregaram a instituições financeiras internacionais para resgatarmos bancos que os seus amigos faliram ou em submarinos que compraram e do qual receberam luvas, em mentirosos patológicos que em escassas semanas dizem que diversificar fontes de financiamento da segurança social é absurdo e que ainda nesta semana disseram que era uma boa ideia e em cretinos como o meu Presidente da Câmara, Carlos Carreiras, que usa idosos como arma de arremesso caluniosa política só para ver se arranca alguns votos!!! Ando farto desses “sem vergonha na cara” que nos desgovernam a nível nacional e a mim pessoalmente a nível local, e farto de os ver tanto a um como a outro nível a empregar centenas a milhares de amigos com ordenados faraónicos e de os encontrar em ações de campanha quando deveriam estar a justificar o ordenado obsceno que ganham para nada fazerem ou para terem um nome bonito num cartão qualquer!!!

Não consigo escrutinar o tal país que recupera!!!

Não consigo, com esses senhores, olhar para a luz ao fundo do túnel e sentir não uma aragem fresca mas sim e apenas um silvo de um comboio que ao fundo se aproxima a toda a velocidade para me atropelar!!!

Não consigo ser positivo e ter confiança no futuro e num futuro neste país, se tudo ficar na mesma!!!

refelexao00

Lamento mas não consigo e não me resigno a um destino trágico ao conformismo pacifico dos que comem e calam, por isso tenho que olhar para o futuro diferente dos que acreditam que existe uma alternativa, um caminho que confia nos portugueses e não os maltrata, que confia que com realismo e fazendo uma verdadeira quadratura no círculo somos capazes de reanimar a economia, manter os mínimos sociais, respeitar os reformados e pensionistas e de forma progressiva acreditar que o estado é o dinamizador e impulsionador do crescimento!!!

O que quero é ser feliz, ser feliz implica desejar estabilidade e felicidade aos que me são próximos e esperança aqueles a quem esta foi roubada e alguma dignidade aqueles a quem esta foi tirada para que com o seu trabalho sejam úteis à sociedade onde vivem e que voltem a confiar e a acreditar num futuro melhor, um futuro em que se aposte na confiança!!!

E é nessa confiança que pode e deve ser diferente, que não acredita nem no amanhã que canta isolacionista nem num futuro de rebeldes suicidas mas sim numa via realista que mesmo sabendo que se aguenta dentro de uma linha muito ténue entre o esmagamento do compromisso de pagamento de uma dívida impagável e não só redistribuindo mais rendimentos às famílias para estas poderem sair da asfixia que muitas deles se encontram!!! Como contando com o apoio através desta Europa (de egoístas) e dos seus planos de desenvolvimento, que  felizmente já lançaram, e que através destes se apoie instituições publicas que por sua vez irão induzir o crescimento interno da economia, através do seu investimento, reforçando o papel dos poucos sectores económicos que sobreviveram a este choque brutal embora muitos deles com a corda na garganta!!!

mas_qual_povo_pa02

Temos que voltar a confiar porque só isso nos dará e trará futuro!!!

Por isso dia 4 de outubro irei votar pelo futuro porque temos que apostar na confiança!! Irei votar PS porque Eu Confio que o país pode ser governado por alguém que sendo experiente não é aventureiro e que muitos menos foi mentiroso!!!

No fundo, o que fica desta minha reflexão é: eu_confio

Um PàF de refeições subsidiadas!!!

um_paf_de_refeições_subsidiadas00

Este post/postagem serve para denunciar o autentico branqueamento que a comunicação social na generalidade faz de um dos aspetos da campanha da PàF, deturpando as imagens que produz e mandando areia para os olhos de todos nós!!!

Já aqui referi que a comunicação social está a fazer um péssimo serviço no decurso desta pré-campanha e campanha eleitoral e que não só pelas suas omissões como até pelas suas ativas ações assume claramente um lado, aliás a RTP tem sido a fiel representante do seu dono com sondagens completamente fantasiosas e absurdas promovidas diariamente de modo a tentar influenciar o resultado eleitoral, a coisa é de tal maneira absurda que nestas sondagens um partido que nunca teve mais que uma determinada coligação, o BE, é promovido a terceira força política só porque a este canal e à PàF lhes interessa direcionar os indecisos para o voto útil no BE!!!

um_paf_de_refeições_subsidiadas03

Uma campanha de jantaradas e almoçaradas subsidiadas!!!

Pois é o que temos, milhares de cidadãos militantes e não militantes (e já voltarei a este aspeto) estão a ser pagos para almoçarem e jantarem à pala da PàF, ou seja, de todos nós, de modo a que estes façam boa figura e tenha entre algumas centenas a dois milhares de convivas!!!

No PS poço-vos garantir com conhecimento de causa que não há nem almoços nem jantares grátis, na CDU ao que sabemos há voluntários a elaborarem o mesmo mas quem assiste paga não o preço real mas tendo em conta que é tudo voluntário deve-se aproximar disso, já no BE e restantes forças políticas desconheço.

Mas na PàF, o modelo de contenção que andam aí a propalar e a vender que nem cabras desmamadas (e como me irrita aquela voz de zé cabra de Paulo Portas que não sabe colocar a voz para discursar) aos quatro ventos pelos vistos não é aplicado nas almoçaradas e jantaradas que dão praticamente de graça a militantes e a não militantes!!!

A menos que considerem que € 5,00 (Cinco €uros) pague um almoço na FIL e/ou noutro lugar com catering!!! Eu e muitos que já organizamos jantares e/ou convívios neste local ou com um número de convivas aproximados sabemos que não menos de entre € 15,00 (Quinze €uros) a € 10,00 (Dez €uros) é o preço que se pode fazer por um jantar/almoço deste tipo e mesmo assim é tudo muito cortado, algo que não me parece haver nos jantares/almoços que estes andam por aí a realizar pelo país!!!

um_paf_de_refeições_subsidiadas02

Refeições “cheias” com…funcionários camarários!!!

E agora entra o segundo branqueamento, já me chegou mais do que uma denuncia, em privado, pois não vá serem postos nalguma prateleira e/ou pura e simplesmente afastados/despedidos, de vários funcionários camarários que são “convocados”/”forçados” a ir a estes almoços e jantares, dir-me-ão só vai quem quer!!!

Será mesmo isso quando quem envia e/ou faz as/os convocatórias/convites são os chefes de departamento e/ou vereadores do pelouro?

Como é que um funcionário pode recusar tal “convite” e se nunca se identificou como militante/simpatizante de outra força política e/ou sindicalizado, pois para esses não é enviado nada não vá a coisa vir ao de cima!!!

Não será prejudicado na avaliação/progressão se não for a esse jantar e/ou almoço? E o pedido/convite é só feito por e-mail e/ou assume também um carácter pessoal? Poderá alguém que está subordinado recusar a um chefe esse “simpático convite“!!!

E os sindicatos ligados à CGTP-IN que têm conhecimento de alguns destes casos fizeram o quê? Pois é aqui é que se vê a força do PCP ao lado do PPD/PSD+CDS-PP na gestão das câmaras!!! Calar e consentir tem sido a palavra de ordem!!!

Chateia-me a não denuncia pelo PCP/CGTP-IN destas situações mas compreendo-a pois dependem ambos uns dos outros para aguentar várias câmaras!!!

Mas chateia-me ainda mais a não denuncia pela comunicação social, que sabe desta subsidio-refeição e provavelmente destes “convites”/”pedidos” e calada nada diz, passando a impressão que há uma forte mobilização popular em torno da PàF!!!

um_paf_de_refeições_subsidiadas01

Pois é Balsemão/SIC e Poiares Maduro/RTP grande rédea curta e anulação de qualquer noticia negativa!!!

Bando de vendidos são os jornalistas que ao calarem e consentirem entregam a sua função de informar e a sua ética aos seus patrões!!!

Teorema Fernando Pessoa

teorema_fernando_pessoa00

Na variedade curva diferencíavel FP,

as funções poéticas

B de Beleza,

D1 de Deleite,

D2 de Desassossego,

E de Empatia, etc,

com argumento pessoano,

são todas contínuas e infinitamente diferenciáveis, Cºº(FP),

isto é, são suaves,

quando a plenitude e as relações de ortonomalidade

associadas aos diversos estados do poeta forem satisfeitas.

teorema_fernando_pessoa01

Orfeu B. in “Teorema Fernando Pessoa“, de “Instituto de Felicidade Teórica“, Lisboa (2002)

A ultima oportunidade…

ultima_oportunidade00

Hoje à noite há o debate entre António Costa e Catarina Martins na TVI24 e claro que o irei ver até porque na RTP1 deve começar algures quando este debate decorre os Prós e Contras de uma RTP partidarizada, que a pedido do Ministro que a tutela, resolveu fazer um debate partidário a partir de uma opinião partidária de um dirigente laranja!!! Mas o que é que torna este debate tão interessante? É que o mesmo é a ultima oportunidade de Catarina Martins, líder do BE, de dizer claramente se é líder de um partido útil ou inútil para a democracia portuguesa, ou seja, se será a sombra do PCP ou não!!! Joga por isso o futuro do BE e espero sinceramente que escolha palavras claras e corretas!!!

Entre a utilidade e a inutilidade de se votar BE!!!

sem_alternativa_a_esquerda00

Já deixei aqui claro que considero que o BE está a entrar na deriva de ser um partido satélite do PCP e que a continuar nesta senda será um pormenor partidário condenado à extinção e/ou com o tempo ao abraço de urso do PCP!!!

Não vejo razões sequer para que alguém realmente de esquerda (e não fascista de esquerda) que não quer esta direita a governar ache que o seu voto no BE tem alguma utilidade, até agora Catarina Martins afirmou taxativamente que não irá se coligar com o PS e esse não parece até taxativo, mas… (e este até aparece no discurso dela) nunca o disse de forma clara, veio sempre com umas formulas torneadas de “que as políticas e as votações na linha de direita tomadas pelo PS inviabilizam a junção dos dois partidos” ou que “O PS para fazer um governo de direita precisa do Bloco de Esquerda? Não, para isso tem os partidos de direita!!!

E porque é que esta líder que é tão dura e tão clara com as palavras noutras circunstancias se põe com rodriguinhos de linguagem nesta altura do campeonato?

Porque esta sabe que é a diferença entre o partido dela e os potenciais votantes no BE continuar a votar ou pelo contrário votarem útil no PS!!!

Daí se falar da utilidade ou inutilidade do voto no BE!!!

O eleitorado do BE já referi, é distinto do que vota PCP, e mesmo dentro deste eleitorado há os que votam PCP (e sim CDU não existe) apenas e só para as autárquicas, mas o do BE é esmagadormente volátil porque vota tático, um exemplo claro da falta de fidelidade do eleitorado do BE existe nas autárquicas, em que se o PCP consegue conquistar votos, o BE desce muitas para scores que são mais de metade menos do que estes têm em eleições legislativas (nas ultimas autárquicas o BE teve 120 mil votos concorrendo em autarquias por todo o país e teve nas legislativas que precederam quase 290 mil votos).

A ultima oportunidade…

ultima_oportunidade01

E eis que chegamos ao ponto interessante do debate desta noite, será que o BE, e a sua porta-voz nacional, se vai deixar de rodriguinhos de linguagem e ser clara!!!

Ou seja será que esta vai dizer ao seu eleitorado não fiel que o voto no BE é inútil!!! Será que vai ser clara e perder com isto os tais 120 mil eleitores que não são fieis ao BE (e já estou a dar de barato que 50 mil votos se desviaram devido ao BE não concorrer nas suas autarquias embora nisto não contabilize os votos do BE em coligações como no Funchal por isso acho que até estou a dar uma margem razoável)!!!

Ontem falava com um dirigente do BE do Seixal, que estava apesar da reservas da sua líder a esta candidatura, a apoiar o candidato Sampaio da Nóvoa à Presidência da República e pude lhe fazer esta pergunta diretamente: O BE irá ou não coligar-se/fazer um acordo de incidência parlamentar pós-eleitoral ao/com o PS se este partido não tiver maioria absoluta? A resposta que tive foi um mão cheia de torneamentos!!!

A alergia à clareza neste assunto por parte do setor dirigente do BE é compreensível, mas estes têm que pensar que nestas eleições esses tais 120 mil votos são de pessoas que estão a pensar de forma muito clara a votar taticamente no PS, já não é o primeiro que me diz “que pode não gostar do PS, mas se o BE for de novo uma muleta da direita” e se isolar como o PCP num “eles PS de direita e nós a verdadeira esquerda” o BE perderá esses votos e muitos mais potenciais e tenderá a ser uma triste versão do partido do Táxi, mas à esquerda!!!

É porque não basta ser uma ótima oradora ou fazer grandes confrontações com x ou y personagem, João Galamba do PS também o foi e que me conste não lidera o PS, o que se exige a Catarina Martins é que seja clara e que faça aquilo que pede muitas vezes na Assembleia da República a quem a confronta, ou seja, que diga se vai ou não coligar-se/fazer um acordo de incidência parlamentar pós-eleitoral ao/com o PS se este partido não tiver maioria absoluta?

E só há duas respostas, SIM ou NÃO!!! O PS é um partido que vale mais de entre quatro a dez vezes mais o peso eleitoral do BE, pelo que é ridículo dizer ao gigante “olha anda cá e mete a cara no chão se queres uma festinha“, ou o BE ACEITA iniciar um diálogo e abre a porta a isso ou NÃO é claro e simples e não tem grandes pré condições!!!

E que fique claro que nunca tive nenhuma simpatia pelo BE, nem nunca votei BE (não voto em partidos anti-semitas), dou-me com dirigentes do BE pelas pessoas que são e não pelo partido que lideram e de passagem digo que a nível local acho que conseguimos construir algumas pontes (o mesmo se passa como o PCP), pelo que o meu aviso nem tem nada de simpático ou de antipático, é apenas a constatação de um facto puro e duro!!!

E vou ser claro quanto aos factos, hoje a Catarina Martins joga a ultima oportunidade de dizer a cerca de metade do seu eleitorado potencial se o voto no BE é útil ou inútil, que a razão e por extensão o bom juízo esteja com esta, pois isso significa a sobrevivência ou não do BE enquanto partido!!!

Faces / Rostos

faces_rostos00

I have seen a face with a thousand countenances, and a face that was but a single countenance as if held in a mould.

I have seen a face whose sheen I could look through to the ugliness beneath, and a face whose sheen I had to lift to see how beautiful it was.

I have seen an old face much lined with nothing, and a smooth face in which all things were graven.

I know faces, because I look through the fabric my own eye weaves, and behold the reality beneath.

faces_rostos01

Vi um rosto de mil semblantes, outro de um semblante só, como se estivesse vazado num molde imutável.

Vi um rosto que não ocultava a sua intima fealdade, e um rosto cujo o brilho ocultava uma beleza esplendorosa.

Vi um velho rosto enrugado sem rugas e outro rosto liso em que todas as coisas tinha deixado suas pegadas.

Conheço todos os rostos, porque vejo através do tecido que os meus olhos vão tocando e contemplo a realidade que fica por detrás deste tecido.

faces_rostos02

Khalil Gibran in “Rostos” de “O louco” (1918)

E à esquerda não há alternativa!!!

sem_alternativa_a_esquerda00

Pois é!!! É o que temos em Portugal, os dois atuais partidos à esquerda do PS e que têm deputados eleitos no parlamento recusam fazer parte de qualquer solução de governo. Não é uma suposição, essa aliás deixou de o ser à muito tempo para o PCP, mas para o BE e com a saída de uma razoável ala que defendia essa solução, tal virou facto!!! Aliás já tinha por aqui alertado que o BE a portar-se assim nem com a Mariana Mortágua se safava, e é verdade, ontem no debate com Jerónimo de Sousa, Catarina Martins disse aos seus eleitores que se acham que o BE deveria ser um contraponto ao PS para votarem…no próprio PS!!! É triste assistir ao BE a transformar-se no partido do Táxi!!!

O abraço do Urso

sem_alternativa_a_esquerda01

Urso” era como chamavam à antiga U.R.S.S. (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) aliás davam esse nome aos Russos e depois foi estendido ao regime ditatorial e fascista vermelho que tomou conta desse espaço geográfico, o que é certo é que foi um urso de nome Misha que foi a mascote dos jogos olímpicos de Moscovo que se realizaram em 1980. Mas antes já havia uma teoria política que usava esta expressão, para caracterizar o que os partidos comunistas fizeram a muitos movimentos de extrema-esquerda, esquerda e/ou centro-esquerda nos antigos países de leste, que ao coligarem-se com estes nos pós-guerra em nome da democracia nada fundamentada, mal tiveram maioria absoluta eliminaram os seus dirigentes e militantes e tomaram o estado de assalto impondo a sua ditadura fascista vermelha, criando assim a área de influência soviética pós II Guerra Mundial!!!

E o que é que isto tem a ver com debate de ontem? Tudo!!!

Ontem assistimos em direto ao abraço do Urso, de um dos últimos partidos comunistas soviéticos, ao Bloco de Esquerda, a ortodoxia anti-PS de “os outros são de direita e nós é que somos a verdadeira esquerda” foi seguida sem nenhuma mácula por uma subserviente Catarina Martins a um cada vez mais duro e ortodoxo Jerónimo de Sousa, que defende sem mácula a sua versão do fascismo vermelho português!!!

Assisti a alguns comentadores pós debate, coisa que faço raras vezes pois acho que a maioria deles deixa muito a desejar nos comentários, aliás as televisões conseguem acertar em cheio e a grande maioria falta-lhes sequer cultura quanto mais algum saber livresco para tirarem as atroadas que atiram, mas houve um deles que resumiu o debate numa frase:

Quem ganhou o debate, foi o PS!!!

O PCP, que tem uma coligação de ficção chamada CDU, poderia transformar essa coligação fictícia em algo bem real, bastava coligar-se pré-eleitoralmente como o BE, pois nada os distingue a não ser um pormenor, a forma de saída de Portugal do €uro e da União Europeia!!!

E se nisso os comunistas são mais sinceros, pois defendem-no abertamente, recuperando um fascismo e um isolacionismo salazarento tipicamente português, já o BE diz que primeiro se deve limpar a dívida renegociando-a e depois caso a União Europeia e todos os países que a compõem não elejam para os seus governos uma versão Syriza pré ultimo resgate aí pensa em sair!!!

Deste modo esta pequena diferença que é, se Portugal caminha para o desastre económico, social e internacional em cem metros ou em quatrocentos metros é o que divide aquelas duas forças políticas!!!

Pá deixem-se de tretas e coligem-se de uma vez!!!

E há esquerda não há alternativa!!!!

sem_alternativa_a_esquerda02

Não, não há, eis a figura acima, esperasse-ia que Catarina Martins disse-se: “sim o PS tem omissões mas nós estamos esperançados que o nosso programa traga o PS para a esquerda” ora a resposta foi que “no fundamental concordamos com o PCP excetuando nalgumas políticas“!!!

Percebemos então que o BE nunca se coligará com o PS, e sublinho este nunca, e preconiza um governo de esquerda apenas com….o PCP!!! Pois é um partido que se arrisca a ter 5% acha que consegue formar governo com um partido que teve como melhor score eleitoral nos últimos vinte cinco anos, os 10%!!! Alguém acha para além de mim, que 15% são insuficientes para formar um governo, ou aqueles ontem estavam a delirar com essa pretensão!!!

Espero sinceramente que o Livre/Tempo de Avançar tenha um resultado que lhe permita como eu espero colocar entre um a dois deputados no parlamento, porque de resto agora e à esquerda do PS, com representação parlamentar, não há mesmo nenhuma alternativa ao PS!!!

Quando quiserem derrubar este governo não é votando nem num partido reacionário, soberanista, isolacionista, nacionalista, defensor de uma ditadura, anti-semita, racista social e apoiante de uma visão pouco mundividente do outro e dos nossos vizinhos, como o PCP nem no seu clone recente, o BE que se encontram as alternativas e o contraponto real, mas sim votando no PS, pois só este partido é que é a verdadeira alternativa aos atuais que nos (des)governam todos os dias!!!

I’m Nobody! Who are you?

I_m_Nobody_Who_are_you00

I’m Nobody! Who are you?
Are you – Nobody – Too?
Then there’s a pair of us!
Don’t tell! they’d advertise – you know!

How dreary – to be – Somebody!
How public – like a Frog –
To tell one’s name – the livelong June –
To an admiring Bog!

I_m_Nobody_Who_are_you02

Não sou Ninguém! Quem és tu?
Também – tu não és – Ninguém?
Somos um par – nada digas!
Banir-nos-iam – não sabes?

Mas que horrível – ser-se – Alguém!
Uma Rã que o dia todo –
Coaxa em público o nome
Para quem a admira – o Lodo.

I_m_Nobody_Who_are_you01

Emily Dickinson in “I’m Nobody! Who are you?” de “Poems, Series 2” (1891)

A caixa de ressonância…

a_caixa_de_ressonancia01

Já aqui vos falei de candidatos pela PàF em Lisboa (os cabeças de lista), do cabeça de lista desta coligação pela Guarda, que defende o fim da “peste grisalha e agora faço-vos a apresentação do quinto pela lista de Braga, ou seja, na linha de água para ser eleito caso a derrota da PàF seja esmagadora neste círculo eleitoral como prevejo!!! Hugo Soares, atual deputado e secretario-geral da JSD entre 2012 e 2014 teria passado sem glória se não tivesse sido a caixa de ressonância do então seu líder de partido, Pedro Passos Coelho, num teste mediático do que então era uma proposta e que agora é uma certeza neste programa eleitoral, a privatização da saúde, da educação e da segurança social.

Os sinais

a_caixa_de_ressonancia02

Os sinais sucederam-se ao longo destes últimos quatro anos e meio, quase todos os meses no ultimo ano e meio se assistiram a sinais de que se beneficia o setor privado em prejuízo claro do setor público!!!

Centenas de milhões retirados dos hospitais públicos para beneficiar misericórdias e o sector privado e sem nenhum controlo e sem aproveitar recursos que o setor público tem!!!

Dezenas de milhões doados a escolas privadas em locais onde existem alternativas públicas e em vez de se criarem e/ou se alargar as alternativas públicas existentes!!!

Cortes de pensões e apoios sociais, deixando às IPSS´s e misericórdias o ónus de se tornarem a “segurança social” das cada vez maiores filas de pobres e remediados, deixando o estado a sua função social e deixando a estas a função caritativa aos indigentes e pobres que o estado, que deveria ter funções sociais, corta e recusa apoios!!!

Em quatro anos e meio

O caminho do egoísmo liberal, e/ou liberal conservador de se entender as funções sociais do estado como funções assistências e centrais do estado social e passar a vê-las como funções caritativas e supletivas de uma sociedade liberal era algo que já gerava consenso dentro do CDS-PP, aliás a saída de sectores democratas cristãos do então CDS, esse ponto era um dos falados que quebrou o consenso interno!!! Dentro do PPD/PSD apenas uma organização ainda considerava que as funções sociais do estado deveriam sê-lo, essa organização a JSD, a partir de 2012 dá a volta de 180.º que então o seu partido já tinha dado com Passos Coelho uns dois anos antes!!!

No ano de 2012 o “jotinha” reacionário que irei descrever a seguir já demonstrava que para além de reacionário era o supra sumo do egoísmo que veio como vimos fazendo escola dentro do PPD/PSD, e que ideologicamente enterrou dentro da sua juventude partidária e de forma definitiva o pouco da social-democracia que ainda tinha!!! Numa entrevista à SIC Noticias e pela primeira vez a JSD deixou de o ser e passou a ser a Juventude Liberal e/ou a Juventude Liberal Conservadora, eis nomes que lhe ficariam bem, pois de social-democrata e a partir deste Secretário-geral deixou de o ser!!!

O candidato

Hugo Soares, tem 32 anos e é advogado inscrito no concelho distrital do Porto da Ordem dos Advogados, na delegação de Braga, encontra-se a frequentar o mestrado de Direito das Autarquias Locais, e foi deputado nos últimos quatro anos. ou seja, desde 2011, foi vereador na Câmara Municipal de Braga e liderou a JSD Nacional durante dois anos.

a_caixa_de_ressonancia03

Destacou-se para além da proposta de 2012 que mais à frente irei falar, com o facto de ter sido o autor da manobra de diversão, pelos setores mais conservadores e reacionários do PPD/PSD, ao propor a realização de uma consulta popular sobre coadoção e adoção plena de crianças por casais do mesmo sexo após o projeto de lei do PS ter sido aprovado, dia 17 de maio de 2014, na generalidade, o mesmo foi posteriormente chumbado, mas tanto no PS como no BE essa jogada foi denunciada pois soube-se dentro do parlamento que tal servia para pôr em sentido os sectores liberais do PPD/PSD que na primeira votação votaram a favor da proposta e que na segunda votação foram obrigados por “disciplina de voto” a votar contra!!!

Por isso este Hugo Soares não é só um “jotinha” mas um reacionário conservador católico e com um pensamento de longe minoritário dentro da sua estrutura juvenil na área dos valores, por isso não admira que tenha por lá aguentado tão pouco tempo como secretário-geral, ou seja, apenas dois anos!!!

Mas a sua passagem quebrou, não obstante o seu conservadorismo de valores não subscrito pela maioria dos seus “companheiros de jota“, o dissenso com o PPD/PSD no encarar as funções sociais do estado como intocáveis para uma transformação definitiva desta “jotinha” na caixa de ressonância no que o PPD/PSD iria propor como programa de governo de 2015.

O fim da Educação e da Saúdetendencialmente gratuitas“!!!

Em 2012 fez manchete com propostas em que defendia o fim da educação e da saúde tendencialmente gratuitas em Portugal, aliás foi esta a ideia central que defendeu na moção, “Cumprir Portugal”, que levou ao congresso da JSD!!!

Não seria problema se ao jotinha, não se juntasse o seu partido e o tais que se dizem “democratas cristãos” e que querem instituir a “liberdade de escolha” nos pagamentos para a saúde, na escolha dos estabelecimentos de ensino e no pagamento dos descontos nas pensões!!!

Explicando por miúdos, querem instituir hospitais públicos sub-financiados para pobres, destruindo o SNS, querem continuar a apoiar mas agora sem controlo e nenhum pudor com o apoio ao ensino privado e cooperativo e transformando as restantes escolas em escolas geridas municipalmente e para pobres, e por fim, querem destruir o sistema de pensões cortando 12% das suas receitas futuras já no próximo ano e fazendo falir a médio prazo o sistema!!!

a_caixa_de_ressonancia04

Retomando o projeto constitucional 2010 que sabe ser impossível pois o PS nunca o acompanhará nesse desiderato, Passos Coelho, agora só fala de promoção de “liberdade de escolha”!!!

Já expliquei por aqui o que quer dizer essa talliberdade“, mas há uma que não nos tiram, que é a liberdade dos eleitores de Braga têm em não eleger o quinto deputado da PàF neste distrito e a liberdade que todos nós temos em dar um PàF literal em quem nos quer fazer passar por tolos!!!